Humanizando e formando gerações

A trajetória educacional do Colégio Magister começou timidamente no final da década de 60 quando prof. Alberto Martinho, jovem formado em matemática e prof.ª. Ilka Martinho, formada em geografia iniciaram seu próprio projeto, uma escola de educação infantil, de 1ª a 4ª série, antigo primário, oferecendo também cursos de admissão ao ginásio e datilografia.

Dessa iniciativa surgiu o Externato Onze de Novembro, nome com significado especial para o casal. “Escolhemos esse nome porque dia 11 de novembro é a data em que se comemora o dia de São Martinho e foi quando a Secretaria da Educação autorizou o funcionamento da escola”, relembra prof. Alberto.

De lá pra cá, a pequena escola não parou mais de crescer. Em 1972, foi instituído o 1º grau (até 8ª série) e algumas mudanças foram necessárias para dar suporte à grande procura por vagas. A década de 70 ficou marcada principalmente por causa da fidelização que as famílias tinham com o Magister. Não demorou muito para que fosse necessária a contratação de novos funcionários, reformas fossem providenciadas e, como consequência, o número de alunos aumentando.

Em 1976 aconteceu a primeira formatura do primeiro grau. Um momento de vitória para os fundadores, mas também, para todos que acompanharam de perto a história de luta, persistência e muito amor pela profissão demonstrado por ambos. “Embora o colégio estivesse em fase de expansão, os tempos eram difíceis e tínhamos poucos recursos”, comenta.

Sempre apoiado por seu pai, Sr. Joaquim Martinho, prof. Alberto Martinho apostou em seu sonho e ao longo da jornada foi conquistando a parceria incondicional de pais e amigos, que estabeleceram, desde então, vínculos afetivos e uma relação de confiança com a escola. Graças a essa participação efetiva das famílias é que foi construída a primeira quadra esportiva da Unidade Sabará.

O tempo passou e somente em 1978 é que surgiram os primeiros resultados do grande projeto. Nessa ocasião, o colégio já havia passado por várias transformações na sua infraestrutura e também no nome e logomarca, passando a se chamar finalmente: Colégio Magister, que significa Mestre, palavra originária do latim. Em 1986 outro avanço: a construção do prédio da Sabará que ficou pronto em 1990. Dez anos depois, em 2000, ficou pronto o moderno prédio da Unidade Júnior.

Ao longo do tempo, o ensino bilíngue, que foi implantado gradativamente e se solidificou com o Programa Internacional em 2018, foi uma das conquistas que marcou o colégio e caracteriza a preocupação da instituição com a modernidade no ensino e o desenvolvimento de cidadãos críticos e com as habilidades necessárias para o século XXI.

Assim, acreditando em uma perspectiva de constante aperfeiçoamento, o colégio continua construindo sua trajetória na área educacional. E para isso, confia na participação e companheirismo dos pais, corpo pedagógico e administrativo que sempre se empenhou em oferecer aos alunos uma escola humanista, que enfatiza o trabalho coletivo e preza pelo respeito às diferenças individuais.

Equipe Diretiva


Alberto Martinho

Alberto Martinho

Mantenedor

Graduado em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC – SP) e com mais de 45 anos de experiência na área educacional, Alberto é mantenedor do Colégio Magister e sempre acreditou no importante papel do educador na formação de crianças e jovens.

Missão

Somos uma escola inovadora e comprometida com o valor das relações e a formação ampla do indivíduo, para que cada um seja feliz em aprender e construa um mundo mais justo e melhor